quarta-feira, 7 de abril de 2010

Umbanda


Umbanda doutrina espiritualista e é também uma ciência formada de princípios e fundamentos religiosos.

A palavra Umbanda, existem vários significado um deles é que é uma palavra trazida da África pelos povos BANTÔ e BANTÚ que tem o seu significado: Umbanda "Um" = "Deus" e "banda" = "povo", que vem da velha África há 7 mil anos, quando esse povo era livre em suas tribos e eram felizes juntos com os animais e a natureza, onde cultuavam o seu Deus e os seus Orixás.

Esse povo não tinha e não conhecia a maldade, mas com a chegada dos homens brancos que pela suas saudades e ganâncias de dominadores e religiosos, acabaram por conhecê-la.

Através dos séculos procuraram mentir e enganar os seus adeptos brancos de que os negros eram inferiores (por causa de sua cor); os fizeram de escravos em porões imundos de navios negreiros em que a maioria deles, não chegavam vivos.

Ao chegarem ao Brasil, receberam os piores castigos dos donos dos Engenhos e capatazes.

Nas Senzalas, recebiam os piores castigos por não falarem o idioma português e, não cultivavam a religião dos mesmos" claro, a religião Católica "; os alimentos eram os mesmos dos animais, isto é, quando haviam sobras, mas só que os negros tinham a Fé em "OXALÁ", que como para os brancos era "Deus", que é Universal.

Claro que veio a libertação dos escravos como todos sonhavam, com a Princesa Isabel, mesmo assim, o calvário continuou até que em 1917, o médium chamado Zélio de Morais, que morava no bairro da Glória, no Rio de Janeiro, que recebeu o Espírito do Caboclo das 7 Encruzilhadas em um centro Kardecista, e foi expulso por não pertencer ao Núcleo, resolveu o mesmo, por Deferência Divina, fundar a "Umbanda" por ordem do mesmo Caboclo 7 Encruzilhada.No dia 15 de novembro de1908, foi então fundada a Umbanda.

Mas os Espíritas, durante 3 décadas sofreram perseguições da Igreja Católica, mas o médium Zélio de Morais não se deixou abater pelas perseguições das religiões e continuou a sua luta.

Muitos Espíritos se uniram na Umbanda para continuarem sua jornada, mesmo sendo criticados como foi o próprio Cristo no passado, e tão mandado a proteger as igrejas nos dias de hoje, isto é, logicamente pelo seus proprietários que usam as diversas Mídias (rádio, jornal, televisão) com grandes faturamentos.

Porém, a nossa Umbanda ainda em nossos dias, continua pobre mas continua com Deus.

Não importa a religião ou seita, mas amem-se uns aos outros, e o Pai irá reconhecê-los como seu filho.

Há pessoas, que só porque recebem guias protetores, dão consultas, fazem caridades e raspão Santo, etc... Acham que as entidades têm a obrigação de não falhar em nada com eles.Tem que ser em tudo atendido tem que ter dinheiro quando precisar, não pode de maneira nenhuma sofrer qualquer decepção na vida, não pode ficar doente porque os santos têm que segurar sua barra.

Enfim as entidades não podem falhar em nada e não podem negar nada. Afinal de contas, diz o leigo; eu me sacrifiquei por eles e eles têm que me servir tudo. Quando não consegue, o que acontece? Xingam, lamentam de terem gastado o seu dinheiro e ameaçam largar tudo, tem uns até que largam e vão para as igrejas evangélicas falar mal das entidades, ou pior, da UMBANDA e do CANDOMBLÉ.

Ass.: TONY D'OGUM


2 comentários:

  1. É o que estava faltando. Um espaço para compartilhar conhecimentos. Sucesso nesse novo empreendimento. Um abraço forte. Jonas (Pinto).

    ResponderExcluir
  2. É o que estava faltando. Um espaço para compartilhar conhecimentos. Sucesso nesse novo empreendimento. Um abraço forte. Jonas (Pinto).

    ResponderExcluir